domingo, novembro 23, 2008

Branco e Preto

Não é sempre fácil distinguir o mocinho do bandido. Pecadores podem te surpreender. E o mesmo é verdadeiro para os santos. Por que tentamos definir as pessoas como simplesmente boas ou más? Porque ninguém quer admitir que compaixão e crueldade podem viver lado a lado em um só coração. E que qualquer um é capaz... de qualquer coisa.

2 comentários:

eu, a débora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

amém.

posso gostar de ser bandida, ou mocinha. de querer ir ao inferno..do que ao paraíso.

ahh. como é bom ter senso de escolha.

beijo,