quarta-feira, outubro 17, 2007


"(...)Realmente, quando se observa a vida no seu crisol de dor e de prazeres, não é possível cobrir o rosto com uma máscara de vidro nem impedir que os vapores sulfurosos nos ofusquem o cérebro e nos turvem a imaginação com fantasias monstruosas e sonhos disformes. Há venenos tão sutis que, para os conhecer, cumpre experimentá-los. Há males tão estranhos que, pra lhes entender a natureza, é preciso contraí-los. Ainda assim, que grande recompensa recebe o observador! Em que maravilha se torna o mundo aos seus olhos! Notar a lógica singular e inflexível da paixão, a vida colorida e emotiva da inteligência...verificar onde se cruzam e onde se apartam, que delícia! Que importava o custo? Não há preço demasiado alto para semelhante sensação. (...)" Lorde Henry - O Retrato de Dorian Gray


É assim que vejo a vida, como um jogo. Esta é uma forma hilária eu sei, mas desta forma aparenta ser mais fácil, só que na verdade não é bem assim.

Pois todos são os Reis de suas vidas, cada um tem suas Rainhas e seu peões para usarem, só que você nunca sabe se em outro jogo você é um Cavalo ou uma torre, creio que para muitos, cabe a serventia de peões.

A tabela mostra como eu divido vida de jogo.

VIDA

JOGO

Pessoas

Jogadores

Nascimento de pessoas

Surgimento de jogadores

Estágios

Fases

Aquisição de conhecimento

Descoberta de informações

Sonhos

Vontades

Morte

Derrota

Cursos

Estratégias

Escolhas

Decisões

Mentiras

Trapaças

Vitórias

Prêmios

Confiança

Conselhos

F1 – Ajuda

Amizade

Aliados

Felicidade

Conseqüência

Tristeza

Conseqüência


Façam suas apostas.
Que o jogo comece!

2 comentários:

Anônimo disse...

baaaaaaa fio muito interesante tua teoria alias tudo e um jogo c agente aprender a jogar elaborar nossa meta e montar a melhor estrategia teremos o jogo a nosso favor xD by darks0l

demm disse...

de uma coisa é certo, as consequências sempre vão existir. e que neste jogo, saibamos fazer a melhor tática para chegar até o final sem derrota.