sexta-feira, setembro 29, 2006

Estranho, Eu? Imagina!

“Edgar, você é muito estranho, misterioso e complexo.” Disse ela.

“Não... não sou complexo, você que é simples demais, para me entender!” Respondi pausadamente.

“Então concorda que é estranho e misterioso?”

“Sim. Ser misterioso tem um quê de sedução por causa da curiosidade e, a estranheza é uma dádiva nesta sociedade padronizada”.

“Você e seus pensamentos estranhos”

Fico a sorrir para ela e pergunto: “Irá ministrar algum mini-curso este ano ou fará um painel?”.

“Painel e você?”

“Mini-curso.”

“De que?”

“Reconhecimento sintático de padrões ou algo relacionado à matemática computacional.”

“Mas logo você que detesta os padrões da sociedade, vai dar um mini-curso sobre isso? hahahahahahahaa”

“Querida, é por isso que sou estranho : ] ”

3 comentários:

Conde disse...

HUAHuhahuahhahahaa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Adoooooooooooooooooooooooooooro... Jade, o olhar fatal, kkkkkkkkkkkkkkkkk, adoooooooooooooooooooooooooooooro... Hauhahuhaaa...

Sorry, sorry. (uhaha)

Cara você é gente boa, blz?? Nem escrevo mais nada porque estou passando mal, abraço.

Mr.Parker disse...

é.

essas coisas acontecem.

gostamos de nos espinhar sabe...

Jaleco disse...

iiii acho que so eu nao entendi esse post... sera que sou tao burro assim?
beijo se for de beijo e abraco se for de abraco