sábado, abril 29, 2006

Sonhos que fazem por mim.

Acorda, se estica, se coça, vai para o banheiro.

Olha no espelho e diz: “Você esta um caco hoje.”.

Escova os dentes, lava o rosto e da descarga.

Olha novamente no espelho e diz: ”Você esta lindo essa manhã”.

Arruma a cama, se alonga, troca de roupa.

Olha no espelho novamente e diz: “Vamos fazer algo de útil essa manha”.

Pega o relógio e vê que já passou do meio dia.

Vira para o espelho e corrige-se: “Vamos fazer algo de útil essa tarde”.

Pega vassoura, pano, sacola.

Retira objetos, livros, perfumes e produtos de beleza da cômoda.

Limpa, limpa, limpa...

Troca a TV e o vídeo cassete do lugar.

Limpa, limpa, limpa...

Quarto limpo com cheiro de lavanda e...

*Filho, filho, acorde e arrume seu quarto. *

*De novo? Oo *

sábado, abril 22, 2006

A MINHA, A SUA, A NOSSA LEI NATURAL!


É tão fácil observar aquilo que já conhecemos e ver somente o que observamos, conivente com isso é a mentira que as pessoas adoram viver, mentiras que as fazem felizes por achar que estão cometendo o ato certo, o ato exemplar, ato distorcido pelas mentes sociais “puras” e seus seguidores.

Fácil dizer que temos que ajudar o próximo, que temos que amar aqueles a quem odiamos. Mas ninguém pára para pensar que a lei que move a vida humana é o egoísmo, a própria satisfação o prazer próprio. Aquele que diz que isso é uma besteira, uma mentira, que pensar nos outros antes de pensar em se próprio foi influenciado pela mentira da vida.

Um bom exemplo é o filme Beleza Americana. Se não assistiu (pouco provável) tenho um exemplo mais fácil ainda, uma fotografia sua com alguém. Quando você tira a foto, quem você olha primeiro? Se você não sai do jeito que quer, mas seu amigo sim, então, tira outra foto?

Pessoas sinceras sofrem por saberem que as pessoas odeiam ouvir verdades, que preferem continuar num mundinho de amigos alegrinhos por causa da roupinha nova que comprou ou por causa de um celular novo que ganhou. Uma bajulação falsa é mais bem vinda do que aquela critica verdadeira. Que mundinho sujo e falso que adoramos viver. Sim eu adoro, pois consigo convencer e obter aquilo que quero através das bajulações falsas que as pessoas amam ouvir!