sábado, dezembro 23, 2006

Vodka, Natal e Tinta.


Natal, tempo festivo, onde as pessoas se tornam mais solidárias, alegres, festivas, cativantes e o melhor de tudo TEDIOSAS. O natal começou a ser tedioso para mim. Sempre a mesma coisa, troca de presentes, árvores, ceia, vinho e panetone. Não gosto de panetone!

Mas este natal será diferente, não passarei com a família (pois sempre passo e é um tédio), agora aproveitarei que mamãe vai viajar hoje, daqui a pouco, e como ficarei sozinho em casa, adivinhem... isso mesmo FESTAAAAAA. Hasiudshaidushaduishaduia

Mamãe é tão legal que patrocinou alguns R$ para o frevo¹. Mas, o melhor de tudo é a casa, esta que continua sendo reformada. Imaginem uma festa em meio de materiais para construção, vai ser o melhor. Adahdiahduiahiduadau

Ainda tenho que comprar algumas coisas, pois só tem bebidas e, que tipo de festa é essa sem aperitivos, sem cerejas e chocolate?

Voltando a falar do natal, como não sei se estarei com net até lá, já vou desejando um Feliz Natal nada tedioso para todos vocês. E que o papai Noel tragam-lhe belos presentes, com cabelos longos escuros, pele claro, uma boa altura, inteligência, e m corpo delicioso. Ops esse é meu desejo de presente para o papai Noel. Asndasdasjndkasndsa


FELIZ NATAL


Frevo¹: Festa, comemoração...

sexta-feira, dezembro 15, 2006

Reformas

Reformas... tem gente que diz que elas vem para o bem, que é um recomeço de algo bom. Mas como eu tenho a crença que todo mal tem um bem equivalente, então, vai se lá saber, o que pode acontecer depois dessa reforma. Digo isso por causa do marido da minha mamãe (meu pai ¬¬) como eles se separaram... da para entender né?!

Amanha é o ultimo dia de aulas na faculdade, deste ano, só que em janeiro retorna para terminar o semestre. Tenho uma ultima apresentação para fazer, estou cansado, sem internet em casa, acordando cedo com as martelados destruindo paredes e tudo mais que tem direito. Preciso de férias. Preciso de massagem. Preciso de vida (internet).

Não sei se vocês notaram, mas dei uma mudada no blog, agora sei como alterar certas coisas nele, quando a reforma terminar, voltarei a minha vida ativa, ai darei um ar de..., alguma coisa neste blog.

Mas até que esta sendo bom vir na casa de minha vovó usar a internet, pois passo algum tempo com ela e suas histórias do seu passado. Que me dão medo as vezes!

Então é isso, sem nenhuma teoria deliciosa para vocês hoje. Mas fiquem sabendo, estou terrivelmente na seca, até a gripe não me quer. Nisso, será muito, mas muito terrível, ficar sem net. Sabe como que é né?1 Tem sites que ajudam na imaginação. Ahsuidhaiudahsdiasudha (risada pervertida).

quinta-feira, novembro 23, 2006

Qual pose visto hoje?

"Ser natural também não passa de pose! E,das que conheço, é a mais irritante" O Retrato de Dorian Gray

E tenho dito!

quinta-feira, novembro 09, 2006

Entre Vista

Membro1: “Qual é seu projeto de mini-curso?”


Eu: “Álgebra de Boole Lógica Computacional”


Membro1: “E que ganhamos com seu projeto?”


Com o olhar fixo para ele.

Eu: “Qualidade. VOCÊ deve saber, tanto... quanto... eu, que a matemática é à base da computação e, que a Álgebra de Boole transformou os computadores antigos que trabalhavam em forma decimal para os computadores que conhecemos hoje. A meu ver uma semana de computação tem que ter algo sobre matemática, não somente PROGRAMAÇÃO.”


Membro2: *olhares e sorrisos de aprovação*


Membro3: “E para esse mini-curso você vai precisar de que recursos?”


Eu: “Um computador e um Data-Show para os slides.”


Membro1: “Sabemos da importância da matemática na computação, mas qual é seu objetivo principal?”


Eu: “O objetivo principal é: reconhecer uma determinada função boolena e dela ir para uma expressão boolenana, da expressão voltar para a função booleana, como também da expressão construir circuitos lógicos e dos circuitos construir uma expressão boolena.”


Membro2: *olhares e sorrisos de aprovação*


Especialista da área: “Eu venho acompanhando desde quando listei as práticas de ensino na sala do Edgar e vi que ele se interessou. E como ele tem domínio na matéria, acho que ele está muito bem preparado para ministrar um mini-curso. A proposta dele é excelente e seu objetivo também.”


Membro2: *olhares e sorrisos de aprovação*


Membro3: “Por mim, tudo bem.”


Membro2: “Para mim também.”


Membro1: “OK”


Eu: “Obrigado”

Como anda difícil aumentar o currículo pessoal, imagina se fosse uma entrevista de emprego...

Mamãe sempre me diz: “Filho cuidado com as suas palavras, você tem uma mania muito feia de ficar mostrando erros das pessoas de uma forma indireta, mas muito direta para elas.”

domingo, outubro 15, 2006

Um Tapa Na Felicidade

Então eu me pego analisando tudo e todos e, me pergunto: “Sou feliz?”.

Mas, o que é a felicidade? Por que precisamos dela? E por que sempre estamos atrás da mesma? Nisso o meu lado perverso diz: “Felicidade nada mais é do que uma droga viciante!”.


Realmente! Viciamos nessa tal felicidade. Viciamos de certa forma que não aceitamos ficarmos tristes ou com outra emoção a não ser a felicidade. Que terrível.

Como toda teoria tem que ter exemplos, aqui está os meus.

Imaginem um homem num, bebendo, dando gargalhadas com os amigos e no fim, sai com uma mulher linda. Todos iram dizer que esse homem é feliz. Mas se eu disser que não é a primeira e nem a segunda vez que ele vai nesse mesmo bar, bebe, da gargalhadas com os amigos e sai acompanhado com uma mulher? Viram? Para ele ter felicidade ele sempre faz isso. E no outro dia, você acha que a felicidade continua junta com ele ou foi embora com o álcool na urina?

Agora um palhaço de circo. Sempre alegre contando suas piadas. Sorrindo e fazendo os outros sorrirem. Mas será que ele não cansa de fica contando e fazendo as mesmas coisas sempre? Não cansa de fingir ser alegre para as pessoas que o virem, achar o mesmo? Se fosse isso, ele não precisaria viver escondido debaixo de uma mascara pintada.

Um jovem da um tapa na pantera para sentir-se feliz por um instante. E sempre vai repedindo, repetindo e repetindo até ficar todo degrado por causa da droga. Mas agora vem a pergunta. Que droga o fez ficar horrível, como um cadáver vivo, as drogas ilegais ou a felicidade que ele busca através delas?

Então me fiz a seguinte pergunta: “O que me faz ser feliz e onde posso achá-la?”. Resposta: “Muito dinheiro para fazer o que quiser”. Mas dizem que dinheiro não compra felicidade. Coitados! Se a felicidade é uma droga viciante então é só ir à loja certa!

Quando somos felizes, sempre somos bons; mas, por sermos bons, nem sempre seremos felizes”. O retrato de Dorian Gray

sexta-feira, setembro 29, 2006

Estranho, Eu? Imagina!

“Edgar, você é muito estranho, misterioso e complexo.” Disse ela.

“Não... não sou complexo, você que é simples demais, para me entender!” Respondi pausadamente.

“Então concorda que é estranho e misterioso?”

“Sim. Ser misterioso tem um quê de sedução por causa da curiosidade e, a estranheza é uma dádiva nesta sociedade padronizada”.

“Você e seus pensamentos estranhos”

Fico a sorrir para ela e pergunto: “Irá ministrar algum mini-curso este ano ou fará um painel?”.

“Painel e você?”

“Mini-curso.”

“De que?”

“Reconhecimento sintático de padrões ou algo relacionado à matemática computacional.”

“Mas logo você que detesta os padrões da sociedade, vai dar um mini-curso sobre isso? hahahahahahahaa”

“Querida, é por isso que sou estranho : ] ”

quinta-feira, setembro 07, 2006

Beijos, Blues e Poesia


Então houve beijos, amassos, suspiros e arrepios, até a voz dizer: “Está tarde, tenho que ir”.

O tempo passou tão rápido entre beijos e as palavras “tenho que ir” que achei que poderia ser assim sempre que tivesse uma aula chata.

BEIJOS, BEIJOS, BEIJOS...

Algo tão necessário para a vida de alguém, uma felicidade momentânea para os apaixonados, pois quando acabam o sofrimento e os pensamentos de como será o próximo dia surgem. E a nos perguntamos se os beijos continuaram ou não, com isso demoramos dormir, perdemos a concentração em alguns atos, não conseguimos ver nada além do acontecido no dia ou noite anterior. Tudo na verdade foi um feitiço lançado e fisgado.

I PUT A SPELL ON YOU… AND NOW YOU’RE MINE!

E tudo isso por causa do que? O que leva a essa paixão sem defeitos? Que algo é esse profundo que sentimos minutos depois e sempre queremos sentir? Quem ou o que nos faz sofrer depois de uma decepção? Ora, simples é tudo culpa de uma palavrinha mais adorada e amada por todos.

SIM, SIM, SIM...

Quem não sonha em sempre ouvir esta palavra quando está apaixonado? Mas junto a ela, vem um NÃO, um não terrível, atroz e fulminante que tira lágrimas dos fracos e deixa os fortes despedaçados. Uma escolha, o amor, a paixão, a felicidade, tudo é uma escolha. E toda a escolha tem a sua rejeição. A vida é um Yin Yang finito tão finito quanto à vida da pessoa.

"Os que não amam senão uma vez na vida são os verdadeiramente superficiais. O que eles chamam de lealdade e fidelidade eu chamo de letargia do costume ou falta de imaginação. A fidelidade é, para a vida emocional, o que é a estabilidade para a vida intelectual: uma simples confissão de fracassos. Fidelidade! Encontra-se nela a paixão pela propriedade. Há muitas coisas que abandonaríamos se não temêssemos que os outros as apanhassem." O retrato de Dorian Gray.


Então vamos todos amar, se for possível!

domingo, agosto 27, 2006

I Put A Spell On You

Espero cantar essa musica segunda-feira, não ouvi-la.



quarta-feira, agosto 23, 2006

Esperando...

Mudei de idéia. Não irei expor a minha opinião sobre a inteligência das pessoas e nem do que ela faz. A única coisa que digo é: à medida que a inteligência aumenta, a felicidade diminui.

Hoje, finalmente, voltaram às aulas na facul. E entraram várias pessoas interessantes lá, tanto como meninos e meninas. Mais meninas claro. Espero conhecê-los e também espero que sejam legais e não fiquem correndo atrás de mim para eu dar aulas nos fins de semana de matemática. Só gosto de ser monitor de matemática, pela influência que essa matéria tem e pelo dinheiro que recebo. Haishdiasdhasiudhaiudhsaiudsa Que nada, eu gosto de ensinar mesmo.

Ainda não sei quando será a festa de acolhida para os calouros, mas espero que seja breve, quero escrever algo aqui que vocês quando lerem goste. Escrever uma coisa mais emocionante, amorosa, excitante, algo interessante, não somente as minhas idéias loucas que sempre tenho.

Vocês já assistiram ao filme, Hocus Pocus (Abra-cadabra)? Eu amo esse filme, principalmente as musicas tocadas neles, as musicas que as bruxas cantam. Vou colocar um vídeo de onde tirei o titulo do meu blog.

"Come Little Children"
Sarah Jessica Parker

From the Movie Hocus Pocus
(Tirada do filme Abracadabra)


Come little children, I'll take the away;
Into a land of enchantment...
Come little children, the time's come to play;
Here, in my garden of magic.


{Venham criancinhas, Eu lhe mostrarei o caminho
Até a terra do encantamento...
Venham criancinhas, é hora de brincar;
Aqui no meu jardim de mágica}.

Se alguém quiser trocar umas idéias comigo, me passem o msn de vocês que eu os adiciono.

segunda-feira, agosto 14, 2006

Conhecimento, Meu Bem Seu Mau.

Estava lembrando de quando eu cursava o 3º ano do ensino médio. De quando a professora de português me apresentou uma obra belíssima, A Divina Comédia de Dante Alighieri. Ela apresentou várias obras da literatura nacional e estrangeira para os alunos, para que apresentassem um seminário sobre os livros.

Como o meu livro era o mais comprido e complicado, ela deu um mês de prazo para a entrega do seminário e como ele tem 3 partes, inferno, purgatório e céu, eu tive dois colegas para formar um grupo e explica-lo. Eu fiquei nada mais nada menos do que a parte do inferno, que era a mais complexa e maravilhosa parte de toda a magnífica obra.

Queria ter lido o livro todo na época, mas quando comecei a ler a parte do inferno, vi que ele exigiria tempo e dedicação, pois lá existem vários personagens históricos e metáforas com ligações da época de Dante, metáforas estas, muitas vezes políticas.

Precisei de 2 aulas e metade de uma para explicar, sem muitos detalhes, a parte que fiquei encarregado. Foi tão bom ter explicado essa obra, pois foi a primeira vez que varias pessoas param e prestaram atenção, sem questionar, no que eu dizia. Ouviam atentos e se surpreendiam quando eu entrava nas esferas seguintes, citando os castigos e as personalidades que sofriam os mesmos.

Os elogios que obtive da parte da professora, que disse que eu havia mostrado outro sentido e explicado coisas que passaram batidos quando ela tinha lido há muito tempo. Senti-me o máximo, me senti tão bem que gostaria que sempre fosse assim, que sempre parassem para ouvir sem questionar ou ridicularizar-me diante dos outros.

Então notei que o conhecimento que cada pessoa tem é importante, não para somente a sociedade, mas para a própria pessoa, pois ter o domínio é muito bom, é coisa de Deus. E o conhecimento da poder, muito poder. Também apresentei um seminário sobre o conhecimento proibido, qualquer dia eu posto ele aqui, muitos na faculdade gostaram, uns gostaram tanto que defenderam as mesmas idéias que eu defendi no meu. Huehueheuheu

E é com esses conhecimentos de mundo, que brinco com as pessoas na faculdade, sempre as deixando curiosas com as comparações e metáforas que faço, sem esquecer do eufemismo que uso para as pessoas que não suporto muito. E minha mãe sempre diz: ”Filho, inteligência demais, só faz as pessoas se afastarem, pois quem é muito inteligente, perde a modéstia e se torna prepotente”. Irei comentar isso em outro post.

sexta-feira, agosto 11, 2006

Uninvited



Video do Dr. Hannibal Lecter e Clarice Starling.

segunda-feira, agosto 07, 2006

Sim, não, quem sabe?


Ultimamente não sei muito bem o que anda acontecendo na minha vida.

Não bastam eu viajar, conhecer pessoas maravilhosas, lugares bonitos, que um vazio se apodera de mim quando discuto ou tento modificar as minhas escolhas. Escolhas estas que não partem de mim, pois elas dependem de outras pessoas para poderem ser realizadas e elas nunca o são.

Às vezes fico pensando se devo chorar, pois já esqueci da ultima vez ou se devo sair e dar muitas risadas, nem se for locando um filminho de comédia.

O meu lado direito diz: “Vai manda esse povo para os quintos dos infernos, se vingue, mostre o que há de venenoso e adorável em você”. E o meu lado esquerdo fala: “O amor é tão bonito, se apaixone que você não se importará com o que às pessoas falam ou fazem, quem está apaixonada vive feliz e no mundo da lua”.

Eu não quero ficar no mundo da lua, ficar pensando 24 horas por dia numa pessoa que alias, não ama com a mesma voracidade que a outra. E também não quero ficar mostrando o quanto sei ser mau, as pessoas já não gostam de mim, por eu ser diferente.
Esquerdo ou Direito, Esquerdo ou Direito, tanto faz, tanto faz...dependo das escolhas das outras pessoas mesmo.

Não vejo a hora de voltar às aulas, prefiro estudar, ficar enfiado nos livros do que passar tempos e tempos sem fazer nada. Preciso ocupar a minha cabeça com outras coisas, coisas novas e difíceis, coisas que me façam ter um conhecimento diferenciado dos demais.

P.S. A única coisa que eu peguei na viagem, foi uma bela de uma gripe que ficou comigo uma semana e me largou. Estou terrivelmente acabado por causa dela. Até os vírus não me querem...asiudhsaiudhasiudhaiudas

sexta-feira, julho 07, 2006

Tico Mia...

Visitando o flog do poser que mais adoro o Mr. Parker (Pedro), em um dos seus post’s, ele me fez lembrar de umas palavras do Marquês de Sade.


... as tendências sexuais percorriam de uma escala de cativante a bestial. Quem não sonha em ceder a cada espasmo de luxúria para alimentar cada desejo depravado?...”.
“... dor e prazer com igual intensidade...
”.

Com que facilidade alguém passa de predador a caça? E com que suavidade o prazer é tomado de alguns e dado a outros?”.


Lionel Luthor também entende sobre o poder.


"Viúvas negras podem ser predadoras poderosas, mas cada predador é... a presa de alguém.".

Incrível não é? Sempre há alguém que é o dominante, o que sempre te come, mas a questão é: você sempre é comido?

Obrigado Parker.

quinta-feira, julho 06, 2006

I Love You... I'll Kill You

Enigma - I Love You... I'll Kill You


I see love, I can see passion
I feel danger, I feel obsession
Don't play games with the ones who love you
Cause I hear a voice who says:
I love you... I kill you...
 
Loneliness, I feel loneliness in my room...
 
Look into the mirror of your soul
Love and hate are one in all
Sacrifice turns to revenge and believe me
You'll see the face who'll say:
 
I love you... I'll kill you...
But I'll love you forever
 
Loneliness, I feel loneliness in my room…

quarta-feira, junho 28, 2006

Eu Sei... Você não Sabe...

#include stdio.h
#include stdlib.h
void bascara(float a, float b, float c);
main()
{

float a, b ,c;

char resp='s';

do

{
printf ("entre com valor de a ");
scanf ("%f",&a); printf ("entre com valor de b"); scanf ("%f", & b); printf ("entre com valor de c"); scanf ("% f",& c); bascara(a,b,c);
fflush(stdin);

printf ("\nDeseja continuar (S/N)\n");

scanf ("%c",& resp);

} while (resp=='s' || resp =='S');

}


void bascara (float a, float b, float c)
{
float delta,x1,x2;
delta=pow(b,2)-4*a*c;
if (delta>=0)
{ x1=-b+(sqrt(delta)/2*a);
x2=-b-(sqrt(delta)/2*a);

printf ("x1= %0.f\n", x1);

printf ("x2 = %0.f\n", x2);
return ;
}

else
printf ("Nao é possivel calcular a raiz ");
}

Mesmo conseguindo fazer programinhas que calculam desde Fórmulas de Baskara até programas de estoque ou cadastros, que vocês já devem ter visto quando se cadastraram em alguma loja, eu não consigo deixar esse blog com um visual legal, como vários que conheço.
Preciso de aulas de html ou alguém piedoso que tenha dó dessa pobre alma sem conhecimentos “tagianos” ahsdhasiudhsaiudhsaiuda
Deixando esse desabafo de lado e voltando ao mundo real. Passei em todas as matérias deste semestre, com médias consideravelmente boas para quem não consegue mudar um pouco o blog e médias altíssimas para quem consegue programar em linguagem “C”.
O que quero mostrar é que cada pessoa tem a sua facilidade e um conhecimento diferente das outras, como eu não sei muitas coisas em inglês e sei que vários de vocês são bons, eu ao invés disto sou ótimo em matemática e matérias lógicas. São estas diferenças de conhecimento que faz cada pessoa ser única e boa naquilo que gosta e faz.
Lógico que há sempre alguém melhor do que nós em alguns sentidos, mas você acha que na realidade esta pessoa é melhor que você em tudo? E que você não consegue aprimorar-se e tornar-se o melhor da sala?
Então meus queridos, continuem pagando para eu fazer os seus trabalhos. Hsiudhsaiduhsauidhuasdsadas


Post dedicado para algumas pessoas da minha universidade.

domingo, junho 04, 2006

Poison Boy


O lado bom de fazer faculdade são as amizades que você faz, são as briguinhas que você comete, são as festinhas cheias de bafos que sempre têm. Agora o ruim são os trabalhos enormes e complicados que têm que ser feitos. São (no meu caso) os algoritmos ¹ que tenho que desenvolver ¬¬

Será que é na faculdade que fazemos tudo aquilo que nunca fizemos? Cometemos atos nunca imaginados quando cursávamos o colegial? É na faculdade que quem nunca beijou vai beijar, quem nunca transou vai transar ou quem nunca fumou vai fumar? Espero que não! Pois na faculdade em que curso, se alguém pega alguém, no outro dia todos ficam sabendo. Até o Tio da cantina, que é meio surdo. shaiusiahsaihsaiushauhs

Mas realmente, o que eu mais amo na faculdade é a rivalidade que existe entre as pessoas. Um inventando história para rebaixar ou até mesmo ferrar a pessoa. Outros levando tudo que é dito na sala na pessoal. E todos tentando ser melhor que o restante, usando todos seus artifícios para conseguir ser “O MELHOR”. hiudhaisudhiausdhaiudhiua

E sendo assim, para quem tem orkut, aqui vai um link que mostra uma pequena amostra do veneno que os acadêmicos da Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat, possue: Detesto Ead.

P.S.: O alerta dado no fórum foi simplesmente para a pessoa mais “inocente”, “simpática” e “adorada” da faculdade, EU!

¹ Algoritmo: É uma seqüência finita e não ambígua de instruções para solucionar um problema. Mais especificamente, em matemática, constitui o conjunto de processos (e símbolos que os representam) para efetuar um cálculo. Um algoritmo não representa, necessariamente, um programa de computador, e sim os passos necessários para realizar uma tarefa.

quinta-feira, maio 18, 2006

Qualidades Defeituosas


É tão fácil dizer que fulano tem defeitos, mas será que existem defeitos nas pessoas? Ou esses defeitos são somente qualidades que as outras não gostam? Mesmos as pessoas sendo binômias, será que existem defeitos?

Eu respondo isso tudo com um não, sim e por fim um outro não. Pois cadê pessoa tem uma formação e nessa formação desenvolvem-se seus gostos e seus prazeres.

Não estou dizendo que a falsidade seja uma qualidade e que a sinceridade seja uma qualidade defeituosa. Estou mostrando que existem pessoas que preferem viver admirarando pessoas falsas a sinceras, pois não agüentam a verdade, então para essas pessoas, a sinceridade é um defeito.

Vira como os gostos das pessoas definem as qualidades e qualidades defeituosas que cada pessoa tem? Mesmo as pessoas sendo binômias, tendo o bem e o mal, o amor e o ódio, a alegria e tristezas num único ser?

Se realmente existem defeitos, eles são os nossos gostos.

sábado, abril 29, 2006

Sonhos que fazem por mim.

Acorda, se estica, se coça, vai para o banheiro.

Olha no espelho e diz: “Você esta um caco hoje.”.

Escova os dentes, lava o rosto e da descarga.

Olha novamente no espelho e diz: ”Você esta lindo essa manhã”.

Arruma a cama, se alonga, troca de roupa.

Olha no espelho novamente e diz: “Vamos fazer algo de útil essa manha”.

Pega o relógio e vê que já passou do meio dia.

Vira para o espelho e corrige-se: “Vamos fazer algo de útil essa tarde”.

Pega vassoura, pano, sacola.

Retira objetos, livros, perfumes e produtos de beleza da cômoda.

Limpa, limpa, limpa...

Troca a TV e o vídeo cassete do lugar.

Limpa, limpa, limpa...

Quarto limpo com cheiro de lavanda e...

*Filho, filho, acorde e arrume seu quarto. *

*De novo? Oo *

sábado, abril 22, 2006

A MINHA, A SUA, A NOSSA LEI NATURAL!


É tão fácil observar aquilo que já conhecemos e ver somente o que observamos, conivente com isso é a mentira que as pessoas adoram viver, mentiras que as fazem felizes por achar que estão cometendo o ato certo, o ato exemplar, ato distorcido pelas mentes sociais “puras” e seus seguidores.

Fácil dizer que temos que ajudar o próximo, que temos que amar aqueles a quem odiamos. Mas ninguém pára para pensar que a lei que move a vida humana é o egoísmo, a própria satisfação o prazer próprio. Aquele que diz que isso é uma besteira, uma mentira, que pensar nos outros antes de pensar em se próprio foi influenciado pela mentira da vida.

Um bom exemplo é o filme Beleza Americana. Se não assistiu (pouco provável) tenho um exemplo mais fácil ainda, uma fotografia sua com alguém. Quando você tira a foto, quem você olha primeiro? Se você não sai do jeito que quer, mas seu amigo sim, então, tira outra foto?

Pessoas sinceras sofrem por saberem que as pessoas odeiam ouvir verdades, que preferem continuar num mundinho de amigos alegrinhos por causa da roupinha nova que comprou ou por causa de um celular novo que ganhou. Uma bajulação falsa é mais bem vinda do que aquela critica verdadeira. Que mundinho sujo e falso que adoramos viver. Sim eu adoro, pois consigo convencer e obter aquilo que quero através das bajulações falsas que as pessoas amam ouvir!